Histórico

Criação do Departamento de Ciências Contábeis

O curso de Ciências Contábeis, foi autorizado pela Lei estadual nº 73, de 12 de novembro de 1948 e autorizado a funcionar pelo Decreto Federal nº 27.019, de 8 de agosto de 1949, sob a diretriz da antiga “Faculdade de Ciências Econômicas de Sergipe”, uma instituição mantida pelo governo do Estado de Sergipe. A Faculdade de Ciências Econômicas de Sergipe foi criada para funcionar os cursos de Ciências Econômicas e Ciências Contábeis e Atuariais, regida pelo Decreto-Lei nº 7.988 de 22 de setembro de 1945. Os/As alunos/as que concluíssem o curso obtinham o diploma de nível superior em Ciências Contábeis. Naquela época, os poucos alunos que ingressaram no curso e conseguiram concluí-lo, obtendo o diploma de nível superior em Ciências Contábeis, receberam seus ensinamentos ministrados por professores das áreas de Direito e Economia. A primeira turma a colar grau data do ano de 1959, sempre com pequeno número de alunos.

No ano de 1960, por exemplo, segundo consta nos registros do DAA, concluíram o Curso Superior em Ciências Contábeis os seguintes alunos: Leão Magno Brasil, Ignácio Soares de Souza, Antônio Aureliano Bispo, João Augusto Lima Barreto, João Crisósthomo de Brito, Maria de Lourdes Reis Santos, Renato França Pereira e Tânia Souza Neto.

Com a criação, pela Universidade Federal de Sergipe1, do curso de Administração, a Faculdade de Ciências Econômicas passou a ser Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas com a divisão em dois departamentos: Departamento de Economia e Departamento de Administração e Ciências Contábeis. Logo após, houve a extinção da Faculdade com o surgimento do Centro de Ciências Sociais Aplicadas – CCSA, para o qual foram integrados os Departamentos de Administração e Ciências Contábeis, surgindo também os Centros Acadêmicos.

Em 1968, houve a incorporação da Faculdade de Ciências Econômicas com a instituição da Universidade Federal de Sergipe, agregando o quadro funcional e de professores, através da Portaria nº 117, de 16 de dezembro de 1968, assinada pelo Magnífico Reitor, Dr. João Cardoso Nascimento Júnior. Fato que revigorou o funcionamento do Curso de Ciências Contábeis, cujo primeiro vestibular veio a ocorrer no ano de 1971.

O Departamento de Ciências Contábeis passou a ter personalidade própria, a partir de 9 de janeiro de 1990, através a Resolução nº 1º/1990/Consu, pela qual o Conselho Universitário autorizou a formação de Departamentos para o funcionamento dos Cursos de Administração e Ciências Contábeis. O curso de Ciências Contábeis da UFS foi estruturado com o objetivo de oferecer aprendizado na área da Contabilidade, visando a formar bacharéis em Ciências Contábeis para atuar nas áreas de auditoria, perícia contábil, assessoria contábil, consultoria empresarial e pública. Ele tem a finalidade de capacitar profissionais competentes, habilitados para atuarem em empresas públicas e privadas, organizações com e sem fins lucrativos e como profissional liberal. A Resolução que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso superior de Ciências Contábeis foi a Resolução 03/1992, a qual depois foi revogada pela Resolução 10/2004. Ela é um direcionamento para os Projetos Pedagógicos dos Cursos, definindo as competências e habilidades ao egresso como

- utilizar adequadamente a terminologia e a linguagem das Ciências Contábeis e Atuariais; - demonstrar visão sistemática e interdisciplinar da atividade contábil; - elaborar pareceres e relatórios que contribuam para o desempenho eficiente e eficaz de seus usuários, quaisquer que sejam os modelos organizacionais; - aplicar adequadamente a legislação inerente às funções contábeis [...] (FRANCISCO, 2005, p. 66).

O curso de Ciências Contábeis embora com seu funcionamento atrelado ao curso de Administração teve sua fase evolutiva a partir de 1971 com Jubileu de Prata ocorrido no ano de 1975, na contagem ano a ano. Ao ter seu funcionamento independente o Departamento de Ciências Contábeis enfrentou a dificuldade para o preenchimento de sua chefia pela ausência do cargo de Chefe de Departamento de Ciências Contábeis. Ficou suprida a falta através a Portaria nº0268, de 28 de março de 1990, assinada pelo Magnífico Reitor em Exercício, prof. Luiz Hermínio Aguiar Oliveira, que nomeou provisoriamente como assessor do Reitor o professor Carlos Augusto dos Santos, com o encargo de responder pela chefia do Departamento de Ciências Contábeis, com as atribuições de instalar e implantar o referido Departamento.

A ausência do cargo justificava-se em face de sua criação ser atribuição privativa do Ministério de Educação, após aprovação pelo Congresso Nacional. Ao cumprir o prof. Carlos Augusto dos Santos o encargo de instalar e fazer funcionar o Departamento de Ciências Contábeis este escolheu como sede a sala nº49, do lº andar, do Bloco I, da Administração Departamental, na cidade universitária “prof. José Aloísio de Campos”. O ato nomeando-o oficialmente para o cargo de primeiro Chefe do Departamento de Ciências Contábeis, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, foi a Portaria nº790, de 12 de novembro de 1991, do Magnífico Reitor prof. Clodoaldo de Alencar Filho.

Em relação ao seu quadro docente, os primeiros professores e fundadores do Curso em caráter definitivo foram: Wilson Barbosa de Melo, Carlos Augusto dos Santos e José de Castro. Em seguida e por meio de concurso público, foram admitidos os professores: Gonçalo Ferreira Melo e Olímpio de Santana Filho. Conforme, Catálogo Geral expedido pela UFS em 1980, o curso passou a contar com os seguintes professores: Carlos Augusto dos Santos (Prof. Titular), Juarez Santos de Araújo (Prof. Titular), Gonçalo Ferreira Melo (Prof. Assistente), José de Castro (Prof. Assistente), Antônio José Brito de Góes (Prof. Assistente) , Maria José Menezes (Profa. Auxiliar), Olímpio de Santana Filho (Prof. Auxiliar), Roberto Rodrigues dos Santos (Prof. Auxiliar) e Romualdo Batista de Melo (Prof. Auxiliar). Em 1985 a 1987, houve a inclusão dos professores auxiliares: João Nepomuceno da Cruz, Ailton Cardoso Barros, Manoel Messias Raimundo Filho.

O quadro docente do Departamento de Ciências Contábeis após passar por alterações decorrentes de aposentadorias, em 1997, estava constituído por 11 (onze) docentes: Gonçalo Ferreira Melo (Adjunto), Olímpio de Santana Filho (Auxiliar), João Nepomuceno da Cruz (Auxiliar), Manoel Messias Raimundo Filho (Auxiliar) e Mário Artur Barbosa (Auxiliar). Como também os professores substitutos: Minervino Dória Almeida, Edson Souza de Jesus, Antônio Agnus Boaventura, Sônia Lima da Costa, Sônia Magna Moura Delmondes Freitas e Rosa Eunice Alves Azevedo.

Atualmente (2019), o curso está com 14 (quatorze) professores efetivos, dentre os quais 1 (um) é doutor, 5 (cinco) são doutorandos, 5 (cinco) mestres, 1 (um) mestrando e 2 (dois) especialistas.

 

Notícias